Por que não?

Pra ser sincera, quase nunca mais andei de bike.

Ora, eu usava a bike pra ir trabalhar – larguei meu emprego para costurar na Alforjaria – a Alforjaria fica na minha casa – logo…

Aí ontem li esse post:
http://www.cyclelove.net/2012/11/why-i-cycled-a-hundred-miles-to-meet-my-first-customer/

E puxa, eu aqui, sem pedalar como antes. A Alforjaria só existe por que eu pedalava, 25 Km por dia, indo e voltando do trabalho. Já cheguei ralada, já cheguei atrasada por que o pneu furou no caminho, já esqueci de levar uma muda de roupa num dia de calor, mas eu adorava essa vida. Agora, parece que nem saio de casa. No ritmo que as coisas vão indo aqui, não consigo ser a que costura, a que vende, a que entrega. Claro, isso é fantástico! Mas eu realmente gostava muito de ir para o trabalho de bike.

Depois de ler, disse pra mim mesma: pois vou fazer igual. A próxima encomenda, eu mesma vou entregar, e de bike.

Isso foi ontem à tarde. Hoje de manhã, chegou uma encomenda. Me ferrei – achei que ia pro Butantã, pra Paulista, pra Liberdade, Vila Mariana, quem sabe.

Vou pra São Roque, uma cidadezinha a 56 KM de São Paulo, vizinha da minha terra natal, Mairinque.

Se bem que do jeito que São Paulo é grande e inóspita para ciclistas, acho que me dei bem. Vou pela Raposo Tavares, que é cheia de árvores e tem várias adegas na beira da estrada. Ou vou pela Castello Branco? Não, Castello, não.

Bom, vamos que vamos! Em breve publico o plano de viagem. Antes eu preciso fazer a encomenda.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Por que não?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s